''Os nossos mortos nunca estão mortos para nós, até que tenhamos nos esquecido deles.''

Sinopse: No mundo de Tana existem cidades rodeadas por muros são as Coldtowns. Nelas, monstros que vivem no isolamento e seres humanos ocupam o mesmo espaço, em um decadente e sangrento embate entre predadores e presas. Depois que você ultrapassa os portões de uma Coldtown, nunca mais consegue sair.

Em uma manhã, depois de uma festa banal, Tana acorda rodeada por cadáveres. Os outros sobreviventes do massacre são o seu insuportavelmente doce ex-namorado que foi infectado e que, portanto, representa uma ameaça e um rapaz misterioso que carrega um segredo terrível. Atormentada e determinada, Tana entra em uma corrida contra o relógio para salvar o seu pequeno grupo com o único recurso que ela conhece: atravessando o coração perverso e luxuoso da própria Coldtown.

''Nem todo mundo é um monstro.''
Há um bom tempo venho querendo ler esse livro mas sempre o deixa de lado para ler outro.Mas finalmente consegui lê-lo (Oh Gloria!). O livro para mim foi bem meio termo, o começo foi otimo, tudo para ser perfeito mas no meio da história começou a ficar chato e um tanto cansativo. Acho que a autora queria fazer suspense mais acabou prolongando um história que acabou por não ser tão interessante ao meu ver.

''A morte,eles dizem, liberta-nos de todas as obrigações.''
O livro conta a história de Tana, um jovem que tem problemas com a familia e que ao acordar na casa de um amigo apos uma festa percebe que quase todos os que estavam na casa foram assassinados por vampiros, menos ela é seu ex- namorado que agora está infectado. Perdida, se sentido culpada e com um infectado e um vampiro mistérioso eles partem rumo a coldtown. A história e basicamente isso, e é claro tem um pouco de romance.

''Quando a vida é um tragedia, e a esperança é um tolice. O mundo diz: ''Vá'' , e o tumulo diz: ''Venha''. ''

Eu esperava mais pois amo a Holly acho a escrita dela muito boa e suas histórias tem o dom de me prender mas, como toda a regra tem sua exceção, A menina mais fria de Coldtown não me prendeu. 


Classificação:





4 Comentários

  1. Uma pena que o livro tenha sido bem morno, também não gosto quando o autor prolonga muito os desfechos e a leitura fica chata. Acho que todo mundo já se decepcionou (ou vai se decepcionar) com um autor querido.

    Beijos,
    Pri
    www.vintagepri.com.br

    ResponderExcluir
  2. Sim, foi bem frustrante pois amo o trabalho da Holly, mas esse livro deixou a desejar.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Eu tava louca para ler esse livro, mas agora deu uma desanimada pois não gosto quando o autor faz isso.
    BEIJOS

    ResponderExcluir
  4. Sim, e bem frustrante quando isso acontece. Obrigado pela visita.

    Beijos

    ResponderExcluir