''Mas não dá para fugir de si mesmo. Não da para tomar a decisão de deixar de se ver para sempre. Não da para tomar a decisão de desligar dele. Aquele ruido dentro da sua cabeça.'' - Hannah Baker.

Sinopse:  Ao voltar da escola, Clay Jensen encontra um misterioso pacote com várias fitas cassetes. Ele ouve as gravações e se dá conta de que foram feitas por uma colega de classe que cometeu suicídio duas semanas antes. Nas fitas, ela explica que 13 motivos a levaram à decisão de se matar. Clay é um deles. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento.


'' Eu queria morrer. Pensei  nessa palavra varias vezes. É algo difícil de dizer em voz alta. É ainda mais assustador quando você sente que pode estar falando serio.''  - Hannah Baker.

Eu não gosto de ler sobre suicídio, pelo fato disso mexer muito comigo. Me desgasta demais ler sobre esse tipo de coisa, me deixa muito triste. O livro conta a historia de Clay Jensem que apos receber um pacote de fitas misteriosa, descobre que as gravação são de uma colega de classe, Hannah Baker. Nas fitas, ela explica os motivos de ter acabado com a própria vida. Os 13 porquês da sua morte.


'' Você não pode interromper o futuro, nem modificar o passado. O único jeito de  descobrir este segredo é apertando o play.''

Confesso que no começo não gostei da Hannah pelo fato dela por a culpa inteira nas pessoas sendo que ela escolheu o suicídio, isso me deixou com uma certa raiva do personagens. Ela fez as escolhas e então teve que arcar com as consequências, todos passam por isso. Mas quando achei que ia odiar a personagem ela começa a assumir que teve uma parcela de culpa,o que me deixou mas aliviada, passei a ver Hannah com outros olhos depois disso. Ela aceitou que fez escolhas erradas e isso fez com que eu não tivesse tanta antipatia pelo personagem. Claro que, o que fizeram com ela foi horrível, eu sei disso, mas o que ela fez com algumas pessoas são terríveis, e só lendo o livro vocês vão saber o que estou falando (rs').


''Eu estava ali, por você, e você me mandou embora.'' - Clay Jensen

Eu não tenho muito o que falar do Clay, só que fiquei com muita dó dele, ela amava a Hannah e saber que o nome dele estava nas fitas o abalou muito e me abalou também. Passei boa parte do livro esperando o momento em que conhecemos o verdadeiro Clay ( o da fita),mas não irei contar por que se não perde a graça, sorry (rs').
Enfim, o livro passa a mensagem de que suas ações e palavras, por mais inofensivas, podem sim afetar um pessoa. Nos mostra que tem pessoas que estão no seu limite e tudo que precisam e que alguém converse com elas ou dê um pouco de atenção, mas as vezes por achar que está tudo bem não fazemos isso. Então eu peço que hoje, depois de ler isso, preste atenção nas pessoas, dê um bom dia ou simplesmente sorria para alguém, pode parecer simples mais você pode estar dando esperança a uma pessoa que esta no limite. Beijos!


Classificação:




Deixe um comentário