''Mas esse e o problema. Quando você ama alguém, você não tem escolha. O Amor tira suas escolhas.''



Sinopse:  No mundo dos Caçadores de Sombras, ninguém está seguro. E agora que Clary descobriu fazer parte do perigoso Submundo, sua vida nunca mais será a mesma. Jace, seu recém-descoberto irmão, está cada vez mais impossível, e não parece medir esforços para enfurecer a todos. E sua atitude de bad boy não ajuda em nada quando, após o roubo do segundo dos Instrumentos Mortais, a Inquisidora aparece no Instituto para interrogá-lo... Agora Jace é suspeito de ajudar o pai, o perverso Valentim, num plano que vai colocar em risco não só Idris ou o Submundo, mas toda a cidade de Nova York. E Clary não pode deixar de se perguntar: será que as ironias de Jace são só uma forma de chamar atenção, ou também pode haver uma traição por trás de tanto mistério?

Depois de descobrir no final de Cidade dos Ossos que Clary e Jace são irmão, o que ainda não superei, comecei a ler Cidade das cinzas. O que tenho a dizer sobre esse livro foi que ele partiu ainda mas meu coração,morri aos poucos lendo o livro e querendo desesperadamente de Jace e Clary ficassem juntos. O livro começa logo apos a encontro de Jace e Clary com o pai, só que dessa vez Valentin está com o segundo instrumento mortal e planeja acabar com a Clave. Varias coisas acontecem e a clave começa a acusar Jace de ser cúmplice do pai. O livro gira em torno disso, de provar a inocencia d Jace e descobrir o que Valentin planeja. Eu adorei o livro do começo ao fim, ao contrario de Cidade dos ossos, o livro me prendeu desde o primeiro capitulo. Nesse livro mostra bastante os personagens secundário como, Simon, Alec, Magnus e Isabelle. Gostei bem mas do Alec nesse livro e continuo não gostando do Simon ( acho ele chato).
Mas enfim, o livro e ótimo, está bem mas sombrio,com bastante ação e o amor proibido de Clary e Jace, o que torna a obra ainda mais interessante e a Cassandra como sempre, perfeita em todos os aspectos. Cidade das Cinzas está recomendadíssimo.







Avaliação:



Deixe um comentário